Touch the sky – Fantasy

Originally uploaded by s0ulsurfing.

Este texto foi produzido pelo Leonardo Brant logo após uma leitura do Cluetrain Manifesto. Estávamos discutindo a importância, força e significado de um texto como proposta de referência para a rede do Instituto Pensarte e o Léo vibrou quando topou com a energia do Cluetrain.

“-É algo assim que procuro. Falando sobre redes e a cultura!”.

Me lembro dos olhos vidrados e de ter percebido alguma coisa nascendo lá dentro dos pensamentos dele. Talvez por isso quando li o texto pela primeira vez tenha ficado tão impressionado. Revivi aquele momento, vibrei como da primeira vez que li Cluetrain e percebi que estava diante de uma dessas peças de fácil propagação na rede.
O texto foi publicado a alguns dias na rede Pensarte e ainda está sob críticas e avaliações da comunidade. Hoje tentei ligar para o Léo para pedir autorização para publicar o texto mas não o encontrei. Publiquei assim mesmo! Corro o risco de ter de remover este post a qualquer momento se o autor não concordar. Levar um puxão de orelha e ainda ter de pedir desculpas mas, vá lá, vou arriscar…
Quem sabe assim o texto sai da minha cabeça (alguns trechos ainda estão reverberando) e migra prá rede?

E só para exercer um pouco do meu direito de defesa arrisco:
– Publiquei seu texto, Léo, porque acho que quando ele nasceu já não era só seu, era da rede.

18 considerações sobre as conversações

1. Sujeitos imaginam o mundo.

2. Os que expressam a sua imaginação são chamadas de artistas.

3. Toda expressão é política. Mesmo aquelas que declaram não ser.

4. Política é um ato de convivência.

5. Poder é quando a convivência entre pessoas é exclusiva e privada.

6. Quando pessoas expressam-se por via do poder temos opressão.

7. Pessoas fazem cultura. Organizações, corporações e o Estado não.

8. Pessoas são (podem e devem ser) cidadãos.

9. Cidadãos são aqueles que lutam para que os direitos e deveres sejam universais.

10. Todo ser humano é (ou pode ser) artista.

11. Liberdade é o estado natural do artista.

12. Liberdade de todos é o Estado natural do cidadão.

13. Numa democracia cultural há liberdade.

14. Numa sociedade onde há cerceamento de liberdade o artista é (deve ser) político.

15. Onde há política, há uma rede de sustentação de idéias e propostas.

16. Redes não prosperam em ambientes opressores.

17. Redes funcionam por meio de conversações.

18. Conversação é uma comunicação orgânica, multilateral, entre sujeitos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: