Estivemos com David Cooperrider durante uma tarde inteira na FEBRABAN, em mais um encontro da série Café com Sustentabilidade onde empresários e convidados se reuniram para apreciar uma palestra do professor.

Ele nos falou sobre sustentabilidade na perspectiva das oportunidades de negócios que surgem a cada dificuldade social que encontramos atualmente neste planeta.

Cooperrider é um pesquisador, um ativista das conversações positivas como ferramentas de ativação do potencial humano e um propagador da Investigação Apreciativa, metodologia de construção de inovação em comunidades e empresas. Ele tem um jeito simples e acessível de se apresentar, um olhar franco e voz clara das pessoas que tem convicção daquilo que pensam, falam e fazem.

David entende que esta geração tem um desafio e uma oportunidade incomensuráveis. Vivendo uma crise de recursos planetários os líderes de negócios passam a ter de operar com conceitos de competitividade de longo prazo.

As novas lideranças deverão criar um sistema de forças que tornem as fraquezas irrelevantes, superando os obstáculos a partir das ações positivas e inovadoras.

Aqui David faz um alerta importante, explicando que as gerações anteriores vem aprendendo com erros e acertos mas, a partir de agora, não teremos mais espaço para errar. Estamos em uma situação-limite onde uma tragédia nuclear ou a extinção em massa das espécies não nos trarão nenhum aprendizado, apenas ruína!

Como estratégia para superar este impasse nos falou em aprendizado antecipado, uma capacidade de prever problemas e antecipar soluções através do uso de uma inteligência coletiva que só pode ser acessada por diálogos organizados e inspiradores, como é o caso da Investigação Apreciativa, metodologia criada e disseminada poe ele em todo o mundo.

David nos apresentou diversos casos de sucesso da aplicação da Investigação Apreciativa em empresas norte-americanas de grande porte. De embalagens descartáveis feitas com fibras naturais à produção de areia fertilizante produzida a partir de resíduos de fundição, nos apresentou uma série de inovações geradas em encontros promovidos pela Investigação Apreciativa.

Além do papel central das empresas no processo de tomada de consciência sobre a sustentabilidade do planeta, David também enxerga um protagonismo necessário das intituições de ensino que devem passar a formar desde já pessoas engajadas em conversações positivas que pautem a sustentabilidade como tema organizador das ações e conhecimento humano.

Ele também citou o Brasil como um país de enorme potencial de inovação na busca por soluções sustentáveis. David acredita que a diversidade de nossa natureza e a composição cultural variada de nosso povo, estabelecem condições ideais para que nosso país se destaque como um centro potencial de diálogos de qualidade sobre sustentabilidade.

Concluiu reforçando a importância de trabalharmos nossos pontos fortes, em nossas empresas, intituições e vida pessoal, promovendo as transformações necessárias para nossos desafios de curto, médio e longo prazo, além de destacar que as lideranças tem, mais do que nunca, uma responsabilidade fundamental nos destinos do bem-estar humano no planeta terra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: