Pencil Vs Camera – 16

Originally uploaded by Ben Heine.

O livro virtual Para Entender a Internet, compilado pela Juliano Spyer foi sumariamente retirado do ar pela equipe do Blogger por ter sido considerada spam! Nem uma linha de tudo o que estava naquelas páginas vendia ou promovia serviço ou mercadoria de qualquer espécie. Era um livro grátis com artigos sobre internet e cultura digital. Só isso.

Esta situação absurda apenas confirma uma situação que enfrentamos a mais de vinte anos tanto na internet como nos projetos desenvolvidos dentro de grandes corporações: a equipe da área de segurança da informação é obtusa!
Como muitos de vocês sabem, existem profissionais de TI que atuam na gestão do fluxo de informações dentro das empresas. São eles que determinam as políticas de uso dos servidores, senhas e permissões de acesso. Geralmente são engenheiros que não tiveram em sua formação acadêmica nenhum tipo de preparo para olidar com pessoas. Desenham processos quadrados onde o usuário é visto sempre como uma ameaça em potencial. Desconfiam a priori de qualquer ser humano vivo e arquitetam os sistemas de modo a prevenir e bloquear as possibilidades de interação entre as pessoas através de seus sistemas.
Essa área geralmente tem papel estratégico nos negócios já que a informação é vista como um ativo econômico das empresas. Os caras de TI conquistaram um espaço de julgamento, decisão e controle que os torna invulneráveis dentro das corporações. Nem o presidente, nem os acionistas ou o conselho administrativo ousa questionar seus desígnios! Até porque os técnicos de segurança da informação falam um jargão próprio que blinda qualquer possibilidade de negociação.
Então para TI tudo é uma ameaça potencial. Eles não tem um olhar humano de bom senso e nem possuem qualificação profissional para assumir alguma decisão que envolva exceções aos seus processos engessados.
Com isso eles bloqueiam os fluxos de informação e garantes seus empregos, claro.
Você meu caro Juliano, foi vítima destes caras, tenha certeza. A área de marketing e relacionamento com o cliente da Google, certamente não está satisfeita com este tipo de prática. Não estou aqui defendendo a Google como marca, apenas denuncio o que todos nós já sabemos, as empresas não são monolitos de decisão e coerência, estão mais para uma cidade dominada por tribos, grupos, áreas, departamentos que não se entendem e nem se alinham em suas práticas e condutas.
Eu também tenho um artigo meu neste livro e senti muito pela arbitrariedade do gesto de remoção do material. Mas senti ainda mais por te saber que logo você, uma pessoas absolutamente bem intencionada em relação à internet e seus potenciais de transformação humana, foi vítima de uma coisas dessas.
Quer saber? Vamos escrever um outro livro (já está na hora) e publicar de novo em algum lugar. Nunca desistir, jamais se render!
abs

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: