Esta é uma tradução livre de um artigo de John Moravec: Project Dream School

http://www.flickr.com/apps/slideshow/show.swf?v=71649

O projeto Escola dos Sonhos começa com uma pergunta simples:

Se você pudesse criar uma escola de sonho, o que você faria?

Além disso: Como seria o edifício? E os métodos? Os professores? A tecnologia? A missão? … Preciso para ser uma escola, ou deve ser uma plataforma de lançamento para um futuro projeto … para a vida … para o trabalho ideal?

Quinta-feira passada, muitas grandes mentes se reuniram para discutir exatamente isso … e como fazer isso acontecer . Sir Ken Robinson , Jeff Jarvis e John Moravec se juntaram numa discussão através do Skype com Pedro de Visser, Marcel Kampman, Ellen Mashhaupt , Bianca Geerts , Fons van den Berg , Rob van der Ploeg , Bram Verhave, Pedro de Visser , Ton Dohle , Bjorn Eerkes , Maurice Mikkers , Lex Hupe , Arjan Dingsté , Hartger Meihuizen, Roel Fleurke, Koene Kisjes, Christian Paauwe, Bart Hoekstra), Albert Jan Westenbrink  e Annette Stekelenburg .

O projeto terá um site em inglês criado e funcionando em breve no projectdreamschool.org, e também em holandês no: projectdroomschool.org. . Certifiquem-se a seguir os sites do projeto para a sua aceitação sobre a reunião e as suas próximas ações como eles trabalham para transformar seus sonhos em realidade.

Fiquem ligados … em breve!

Postscript : Aqui um relato do sonho de John Moravec (como compartilhado na quinta-feira):

  • A organização abandona a palavra “escola” – reinventa a educação, torna-se um bootcamp para o projeto com jovens e membros da comunidade colaborando para aplicar sua criatividade em ações inovadoras.
  • A sala de aula tradicional é abandonada em favor de espaço que favorece a colaboração multidirecional. Além disso, o prédio que abriga a organização é projetado para ser mais do que apenas uma caixa. Pelo contrário, é projetado para ser facilmente reconfigurado e transformado, tão rapidamente quanto as nossas ideias sobre o ensino e aprendizagem evoluirem e transformarem.
  • Uma infra-estrutura criada para apoiar as tecnologias, mas as tecnologias em si não são profundamente arraigadas (porque provavelmente vão mudar no momento em que seguinte, quando forem institucionalizadas). Os alunos são responsáveis por trazer e apoiar a sua própria tecnologia, talvez, proporcionando-lhes uma bolsa/orçamento de tecnologia.
  • A escola não é apenas uma ferramenta para a juventude, mas é um recurso para toda a comunidade que serve: Fornece trabalho colaborativo e recursos de incubadora para as pessoas com ideias nas quais queremos envolver a juventude. Facilitando a inovação não-formal, informal e “invisível”.
  • Uma nova geração de professores/facilitadores são treinados e recrutados para acabar com a pedagogia de cima para baixo, passando sim servir como curadores de idéias e facilitadores da criatividade e inovação.

Esse é o meu sonho … que é mais fácil dizer do que fazer. Mas, é aquilo que é: Um sonho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: